Universidade de SC disponibiliza energia fotovoltaica gratuita em pontos de ônibus

with Nenhum comentário

 

Uma pesquisa desenvolvida na Unoesc Joaçaba promete facilitar a vida dos acadêmicos, professores, funcionários e demais pessoas que frequentam o campus 1 e o 2 da universidade.

 

O projeto científico, que para desenvolvimento recebeu recursos do Fundo de Apoio à Pesquisa (FAPE) da Unoesc, oferta energia elétrica gratuita em pontos de transporte público coletivo.

 

O trabalho, intitulado “Carregadores inteligentes utilizando energia fotovoltaica em locais de embarque e desembarque de passageiros em transporte público de uso coletivo”, foi desenvolvido pelos professores do curso de Engenharia Elétrica, Maxwell Martins de Menezes e Kleyton Hoffmann, além do acadêmico da 9ª fase, Alexandre Pereira, que atuou no projeto como bolsista.

 

Segundo o professor Maxwell, que também é coordenador de Engenharia Elétrica do campus de Joaçaba, a pesquisa propõe utilizar painéis fotovoltaicos para disponibilizar energia elétrica à comunidade que frequenta o campus 1 e o 2 da Unoesc, de forma gratuita, a partir de uma fonte renovável de energia.

 

“Apesar da aplicação deste projeto ser em locais urbanos, o mesmo pode ser utilizado como uma solução para locais remotos, onde a energia elétrica não está disponível. Outro ponto é que como os painéis fotovoltaicos utilizam uma fonte de energia considerada renovável, o projeto contribui para a redução de CO² no meio ambiente”, disse o professor sobre os benefícios da pesquisa à sociedade.

 

O equipamento, que é responsável por captar a energia solar e convertê-la em eletricidade, foi instalado em dois pontos estratégicos e de grande movimento da Unoesc Joaçaba. No campus 1, está localizado no principal ponto de ônibus, em frente ao Bloco Administrativo. Já no campus 2, encontra-se no estacionamento, em frente à parada dos ônibus.

 

Conforme o professor, a próxima etapa do projeto será a realização de novos estudos, com o intuito de desenvolver equipamentos que possam melhorar a eficiência energética do sistema implementado.

 

Fonte: ambienteenergia.com.br

Deixe uma resposta